terça-feira, 19 de setembro de 2006

Um apelo à coerência

Ontem num programa do canal tv espiritualista, alguém falava da coerência entre as nossas palavras e os nossos actos. Pois bem, muito sabiamente expôs as suas ideias, mas deixou uma pequena história que adorei e que vos vou contar:

Um dia o Dalai Lama foi visitar uma cidade e foi recebido por várias pessoas. Uma senhora se aproximou e pediu para a ajudar. Pediu ao Dalai Lama para dizer ao seu filho para deixar de comer açúcar.
Ao que o D.L. respondeu:
- Volta daqui a duas semanas.

Duas semanas se passaram e a senhora lá apareceu com o miúdo, conforme combinado.
- D.L. diga ao meu filho para deixar de comer açúcar.

D.L. (para o filho):
- Pára de comer açúcar!

Ao que a senhora muito espantada afirmou:
- Mas para dizer isso, porque não disse à duas semanas atrás quando lhe pedi ajuda?

D.L.:
- Porque à duas semanas atrás também eu comia açúcar.

Quão mais simples poderia ser este lindo exemplo de coerência?
Quantos de nós paramos para observar as nossas palavras e consequentes atitudes? Não vou entrar em exemplos e detalhes, pois decerto estas perguntas vos irão fazer relembrar alguns momentos em que a coerência nos abandonou. Ou nós a ela...
Mas para verem que também estou sujeito à "lei da gravidade", heis uma (in)coerência minha:

A frase que coloquei juntamente com o título do blog é uma das que gosto mais, (contida em um dos livros de Jesus, escritos por Alexandra Solnado). Para mim, é a mais difícil de alcançar. É o grande desafio da minha vida... a última fronteira a galgar para a liberdade...
Passamos anos a aprender a agarrar tudo na vida, e mais tarde, quando se está bem agarrado com unhas e dentes à matéria, lá vem a "ordem" para largar eheh :) Digo ordem, mas não é. Só vai por aí quem escolhe esse caminho. Mas já chega de andarmos às voltas neste confuso labirinto com imensos becos sem saída.
Largar... deixar fluir a vida... ir para onde o vento nos soprar, ainda é muito dificil praticar. Talvez um dia, quando souber quem sou e o que faço aqui. lol
Esta é a minha meta. Saber quem sou e ser coerente comigo mesmo. E tu, já traçaste a tua?

3 comentários:

António Rosa disse...

Além de divertida, é uma história bem interessante sobre os nossos apegos e capacidade de mudança. É tão difícil.

Um abraço

António Rosa disse...

Apresento-vos uns aos outros.

Um abraço,

António Rosa


Este é um comentário igual para os seguintes bloguistas:

http://beatrizneves.blogspot.com
http://cyber7.blogspot.com
http://www.ondaencantada10.blogspot.com/
http://fuzilcosmico.blogspot.com
http://meuladoinfinito.blogspot.com
http://ocalicesagrado.blogspot.com
http://deumrapazchamadogolfinho.blogspot.com/
http://autora-curahalma.blogspot.com
http://blogdovitorino.blogspot.com
http://onovohomem.blogspot.com

P.S.: Espero não me ter esquecido de ninguém.

João Castro disse...

Muito obrigado amigo António por estes lindos blogs :)