quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Uma Ferramenta para a Felicidade...


A Vida em todas as suas actividades, é Deus em Acção.

Por falta de conhecimentos na maneira de aplicar o pensamento e o sentimento é que os humanos estão sempre interrompendo a passagem para a Essência de Vida.
Não fosse por essa razão, a vida expressaria naturalmente a sua perfeição em toda a parte.

A tendência natural da Vida é Amor, Paz, Beleza, Harmonia e Fartura.
A ela não importa quem a usa, e está continuamente surgindo para manifestar cada vez mais sua perfeição, sempre com este impulso vivificante que lhe é inerente.


"EU SOU"


"EU SOU" é a actividade da vida.
Como é estranho que os discípulos mais dedicados nem sempre consigam captar o verdadeiro significado destas palavras!

Quando dizes "EU SOU" com sentimento, estás a abrir a fonte da Vida Eterna para que ela corra sem obstáculos ao longo de seu curso, em outras palavras, escancaras as portas para o seu fluxo natural.

Quando dizes "EU SOU", derrubas a porta diante desta Magna Energia.

"EU SOU" é a plena actividade de Deus. Uma infinidade de vezes já te coloquei frente a frente com a verdade de "DEUS EM ACÇÃO". Quero que compreendas que a primeira expressão de todo ser individualizado em qualquer parte do universo, seja em pensamento, sentimento ou palavra, é "EU SOU", reconhecendo assim a sua própria Vitoriosa Divindade.

O discípulo, ao tentar compreender e aplicar estas leis poderosas, porém singelas, precisa manter uma estreita vigilância sobre o seu pensamento e expressão, já que de cada vez que alguém pensa ou diz "não sou", "não posso" ou "não tenho" está estrangulando a Magna Presença Interior, consciente ou inconscientemente, e de forma tão palpável como se colocasse as mãos em torno do pescoço de alguém, só que, em relação à forma exterior, o pensamento pode fazer com que as mãos se soltem a qualquer momento, enquanto que quando alguém faz uma declaração de não ser, não poder ou não ter, acciona a Energia Ilimitada, que continua actuando até que um semelhante a intercepte e transmute a acção.

Isto mostrará o enorme poder que tens para classificar, determinar e ordenar a forma em que preferes ver actuando a Grande Energia de Deus. E te asseguro, amado discípulo, que a dinamite é menos perigosa. Uma carga de dinamite apenas desintegrará o teu corpo, enquanto que pensamentos ignorantes, lançados sem controle e desgovernados, emperram indefinidamente a roda da reencarnação*, que dizer, enquanto um desígnio durar sem que seja interrompido, transmutado ou dissolvido, ele continua imperando per secula seculorum - e por deliberação do próprio indivíduo!

Por isso verás o quanto é importante saber o que fazes ao usar expressões incorretas de forma impensada, já que estarás empregando o mais poderoso e divino Princípio de Actividade no Universo, ou seja, o "EU SOU".

Não me entendas mal. Não se trata de uma expressão vã ou leviana, nem de qualquer exagero. Trata-se nem mais nem menos, do mais elevado Princípio de Vida usado e expressado através de todas as civilizações que tenham existido. Lembra-te de que a primeira coisa que toda a forma de vida autoconsciente expressa é "EU SOU". Significa muito mais que "eu existo". É mais tarde em seu conctato com o exterior, com actividades incorretamente classificadas, que ela começa a aceitar coisas menores que "EU SOU".

Agora vês amado discípulo, que quando dizes "estou doente" estás deliberadamente invertendo a perfeição natural que encerra o processo vital. Não percebes que o estás batizando com algo estranho que jamais possuíste?
Através de vários séculos, a humanidade tem carregado de falsidade e a irrealidade até mesmo à atmosfera que a rodeia, pois não preciso repetir que quando anuncias "estou doente", isto não passa de uma flagrante mentira em relação à Divindade. Ela (EU) só pode ser sempre perfeita e plena de Vida e Saúde!

Peço-te amado discípulo, em nome de Deus, que pares de empregar essas expressões falsas àcerca de tua Divindade, pois é impossível que tenhas liberdade enquanto continuares a usá-las.
Jamais poderei insistir demasiadamente contigo que, quando realmente reconheceres e aceitares a Magna Presença de Deus "EU SOU" em teu interior, positiva e categoricamente, não terás mais condições adversas.

Em nome de Deus eu te suplico que, sempre que te encontrares dizendo ou comentado que estás doente, pobre, ou sob outras condições adversas, invertas imediatamente a condição fatal para o teu progresso, declarando mentalmente, mas com toda a intensidade "EU SOU", já que ELE é todo saúde, fartura, felicidade, paz e perfeição.

Pára de dar poder às condições exteriores, a pessoas, lugares e coisas. O "EU SOU" é o poder de reconhecer a perfeição em cada um e em toda parte.

Quando pensas na expressão "EU SOU", significa que já sabes que tens Deus em Acção expressando-se em sua vida. Não permitas que as falsas avaliações e expressões continuem a te governar e limitar. Rememora constantemente "EU SOU", por conseguinte sou Deus em Acção "EU SOU"; "EU SOU" Vida, Fartura, Verdade, manifestadas já.
Assim relembrando esta Presença Invencível, manténs a porta aberta para que ELE (a Presença "EU SOU") teça em tua manifestação exterior toda a sua perfeição.

Por Deus, não creias que podes continuar tomando decisões erradas, que de alguma forma irão dar certo, e que irás manifestar coisas boas, porque é impossível que isto ocorra.
Nos pastos usam ferro em brasa para marcar as reses. Gostaria de poder te marcar com um ferro que fixasse "EU SOU" em tua consciência, e que não pudesse te afastar do uso constante dessa Presença Grande e Gloriosa que és!

Quando qualquer condição menos que perfeita aparecer em tua experiência, declara com veemência que não é verdade. Que só aceitas a Deus, a Perfeição, em tua vida. Sempre que aceitares as falsas aparências, as terás expressadas e manifestadas em tua vida e tuas experiências. E não importa se acreditas ou não no que estou te dizendo. ESTA É UMA LEI. Comprovada através de éons de experiência. Hoje te entregamos essa lei para que te libertes.

Sabes que o mundo ocidental gosta de se enganar com a idéia de que basta não crer ou não aceitar a idéia oriental de bruxaria para estar livre dela. A bruxaria nada mais é do que o mau uso dos poderes espirituais, os mesmíssimos que usamos para o bem. O pior tipo de bruxaria é usado hoje na política, com o uso do poder mental mal qualificado. Se esta tremenda força fosse empregada no sentido inverso, ou seja, para recordar que a acção de Deus está em cada pessoa que ocupa um cargo público, aquele que a usa desta forma não só se libertaria a si mesmo como também encheria o mundo político de liberdade e justiça, e logo viveríamos num mundo onde a Acção de Deus imperaria a todo momento.

Tal como se deu no Egipto, assim ocorre hoje. Aqueles que fazem mau uso do poder mental se atrelam na desarmonia, ao longo das encarnações. Deves assumir esse objetivo: Eu não aceito nem adopto condições do ambiente alheio, nem de nada do que me rodeia. Apenas de Deus, do Bem, do meu "EU SOU".

Precisas adquirir o hábito de governar a tua energia. Se não, senta-te várias vezes ao dia e aquieta-te. Aquieta o teu ser exterior. Isto permite que te nutras de energia. Aprende a ordená-la e controlá-la. Se queres que tua energia se aquiete, fica também quieto. Se precisas dela activa, fica ativo. Tens que enfrentar as coisas e te colocar acima delas.

O discípulo deve ficar alerta para reconhecer seus hábitos em si mesmo. Não deves esperar que alguém os avise. Deve-se analisar e cortar tudo que não seja perfeito. A forma de se fazer isso é declarar que não se tem esse ou aquele hábito indesejável. Logo, sendo EU criação de Deus, Sou Filho de Deus Perfeito. Isso traz uma libertação que de nenhuma outra forma é possível conseguir.

Cultivar velhos costumes é como vestir roupa antiga.

Lembra-te: não deves esperar que outro te alerte, pois ele nada pode fazer por ti. Isto é tarefa tua.

Neste trabalho, neste ensinamento e nesta irradiação, todas as coisas velhas saem para ser consumidas. Antes de te lamentares de cada coisa que experimentes em ti e no teu mundo, recorda que elas vêm para que te livres delas, para que as transmutes.

Cuida para não fixares a atenção naquelas coisas das quais queres te limpar.

Não é maravilhoso que depois de séculos construindo as tuas limitações, possas em pouco tempo limpá-las e libertar-te através da própria atenção e esforço? Não vale realmente a pena? A forma mais rápida de conseguir isso é empregando o humor. A sensação leve e descontraída que o humor nos dá, permite maravilhosas manifestações.

Se te empenhas e invocas a Lei do Perdão, podes extinguir todas as más criações do passado, com a Chama Violeta da Transmutação e te libertar. Deves estar consciente de que a Chama Violeta é a Activa Presença Divina actuando.

...Mesmo quando só conhecem as coisas intelectualmente, os discípulos não devem permitir que as suas mentes acabem retornando às condições más ou erradas, já que sabem que essa actividade prejudica o seu êxito. É incrível que as pessoas não dominem este inimigo.

Nenhum discípulo pode triunfar até que deixe de retornar (em pensamento/sentimento/palavra) às condições negativas que está tentando superar.

O trabalho íntegro de um Mestre consiste em fazer com que o discípulo compreenda o que significa aceitar. Está aceite pelo indivíduo tudo aquilo que ele concorda mentalmente.

Se ele fixa a atenção em alguma coisa, está se tornando uno ou unificando-se com a coisa. Está se identificando com aquilo, seja bom ou mau. Quando a mente aceita ou concorda com alguma coisa ou condição, o indivíduo está estabelecendo aquilo no seu mundo.
Estarás aceitando tudo aquilo que escutares ou em que meditares com atenção. Estarás concordando e te identificando com isso por mérito de tua atenção.

Achas por acaso que um homem que vê uma cascavel enroscada, caminha deliberadamente até ela para ser mordido? Claro que não! Pois é isso que os discípulos fazem quando permitem que sua atenção retorne aos problemas.

A actividade interior sempre governa de acordo com o Plano de Perfeição. A exterior, quando lhe permitem, sempre governa erradamente. Quando um quadro construtivo cintila na tua mente, é uma realidade, e a realidade surge sempre que a mantiveres em tua lembrança. É possível, se ficar tão consciente da Presença de Deus, que a qualquer momento possas ver e sentir a Sua Irradiação derramando-se em alguém.

Para tudo o que ele não quer (teme), o discípulo demonstra toda a confiança (crê que acontecerá) no mundo exterior. Para tudo que ele deseja, deve obrigar-se a ter a mesma confiança no mundo espiritual.

Deve sempre confiar em si mesmo, e deve pensar: Como posso usar as indicações que recebi, para intensificar essa actividade?

Grato ao Eu Sou por manifestar esta sabedoria em nosso caminho.

2 comentários:

b disse...

Tudo o que eu precisava ler.
EU SOU.
Vou tentar sinceramente.
Obrigada.

Marjorit disse...

Precioso Ensinamento... Obrigada!!
Hare Krsna!!
Haribol!!